Destaques da London Fintech Week 2016

0
125

Após 7 dias repletos de palestras e painéis de discussão sobre os mais variados temas e modelos de negócio de Fintech Startups, contando com a participação de mais de 80 relevantes empreendedores, investidores, autoridades governamentais e reguladores, a London Fintech Week 2016 chegou ao fim nessa sexta-feira.

A semana começou com Rajesh Agrawal, Secretário de ComérIMG_20160718_094819242cio de Londres, falando de forma muito direta sobre o Brexit: “O resultado do referendo foi má notícia para a cidade e agora temos que trabalhar no melhor acordo possível, que significa manter as licenças de
funcionamento dos bancos em toda a Europa e o acesso ao mercado único europeu”. Agrawal mostrou números robustos do setor: destacando que as Fintechs empregam atualmente mais de 61.000 pessoas e mais de 30% desse contingente vem da União Europeia, além de citar recentes investimentos em startups locais como Stripe, Blackbox e Revolut. Mencionou a resiliência da cidade em outros momentos históricos: “Londres sobreviveu ao Grande Incêndio de 1666, à Peste Negra, aos bombardeios da Segunda Guerra e ao Lehman Brothers, tenho certeza que sobreviveremos ao Brexit”. Por fim citou a frase de 1777 em que Samuel Johnson diz: “Quando um homem se cansa de Londres, ele está cansado da vida”.

Ian Dowson, mostrou a evolução dos investimentos em Fintech no mundo todo, destacando crescimento exponencial na Ásia, com destaque para China e Hong Kong, que tiveram aumento em 2016 de +252% e +105% respectivamente, atraindo capital de mais de USD 8 bilhões. A América Latina chama atenção no quadro pelo crescimento de 265% em relação a 2015, porém com valores abaixo de USD 200 milhões.

investment-fintech.png

Também na segunda-feira, a Secretária de Economia, Tecnologia e Pesquisa da prefeitura de Berlin, Cornelia Yzer palestrou e foi enfática ao mostrar a tendência de migração de startups londrinas para a Europa continental enquanto permanecer o ambiente de incertezas pós-Brexit. “Não foram 10, 20 ou 30 empresas. Foram mais de 100!” disse Yzer sobre o período de 20 dias entre o referendo e sua apresentação.

Na visão dos investidores, Eileen Burbridge, que comanda a empresa de capital de risco Passion Capital, destacou o ambiente incomparável que Londres proporciona para Fintechs, por ser sede de mais 300 bancos, estar próxima dos reguladores e ter uma diversidade enorme de talentos que falam mais de 200 línguas diferentes.

Chris Gledhill, CEO do Secco Bank, convocou todos a verem o ladchris-brexito positivo do Brexit, inclusive mostrando a foto da cédula de votação publicada no Twitter! Ele afirmou que a mídia tem exagerado na previsão de efeitos negativos e que a libra esterlina mais fraca pode gerar um estímulo aos exportadores e um aumento no investimento externo.

No ambiente regulatório, Chistopher Woolard, membro do conselho e Diretor de Estratégia e Competição da FCA (Financial Conduct Authority) equivalente a CVM no Brasil, foi o palestrante mais importante. Ele destacou a importância da inovação para a geração futura de empregos, mas foi além de belas palavras e deu exemplos concretos de trabalhos conjuntos com empresas inovadoras que ajudaram a “desenhar” a regulação de modelos de negócio que simplesmente não existiam, como crowdfunding e P2P lending. Citou também o conceito de “sandbox” dentro da entidade que permite que empresas experimentem novos modelos ainda não regulados, facilitando regulamentação futura.

Alguns painéis chamaram minha atenção, por isso vou começar pelo tema da moda, blockchain. Todos são unânimes em reconhecer o potencial da tecnologia em atividades como reconciliação de transações e provável diminuição de erros operacionais, mas também concordam que estamos emuma fase experimental em que alguns casos de uso vão decolar e outros serão um desastre! Anna Laycock do FintechLab arrematou: “Blockchain não vai salvar o mundo, pessoas vão salvar o mundo, se não forem burras o suficiente para acabar com ele antes!”IMG_20160719_155504318

Sobre bitcoin, Charlene Chen, COO daBitpesa, startup que opera em 4 países da África e utiliza a criptomoeda para prestar serviços de pagamentos internacionais, falou do impacto positivo gerado em países onde serviços financeiros não estão disponíveis para uma parcela relevante da população, como o Quênia.

Robo-advisory ainda enfrenta uma dificuldade no custo de aquisição de clientes, buscando o equilíbrio entre um modelo totalmente automatizado por algoritmos e um modelo híbrido com algum nível de interação humana no acompanhamento dos portfólios de investimento dos clientes. Aqui ficou claro que big data e inteligência artificial serão o nome do jogo nos próximos anos pelo aumento na capacidade de processamento de dados históricos dos mercados.

P2P Lending sem dúvidas é o modelo de negócios mais maduro por aqui, com empresas avaliadas em centenas de milhões de dólares, que podem passar por um movimento de consolidação em breve. Essa robustez vem sendo impulsionada por modelos mais eficientes de avaliação de risco de crédito e também por avanços na securitização das carteiras de empréstimos.

No painel de FX (mercado de cambio) e remessas internacionais, outro mercado bastante maduro, se discutiu sobre qual seria o “exit strategy” das fintech startups, ou seja, quem são os potenciais compradores dessas empresas. As opiniões se dividiram entre os grandes bancos, os gigantes da tecnologia (ex: Apple, Google, Microsoft, Alibaba) e também possíveis fusões entre negócios complementares.

Um tema recorrente em todos as discussões foi o dilema da competição-ou-colaboração entre startups e grandes bancos. Todos se mostram muito inclinados a colaborar, os bancos estão montando aceleradoras, espaços de co-working e outras inciativas para se aproximar da capacidade de inovação das novatas, mas a integração pode se tornar um pesadelo devido a alguns procedimentos jurássicos dos bancos e sua burocracia corporativa.

Para fechar a semana a Level39, aceleradora localizada em Canary Wharf, recebeu os palestrantes e painelistas para um coquetel de encerramento com direito a uma das melhores vistas da cidade.

Cheers!

IMG_20160722_203347601_HDR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here